Teste de compressão.

Fazendo o teste.

Construindo um medidor.

 

O teste de compressão pode indicar a condição do motor prontamente. Podemos saber se todos os fatores que contribuem para o funcionamento do motor estão dentro dos limites ou se há suspeita de anormalidades. Ou seja, dá para saber se o motor está bom. Se o motor está ruim não dá para saber por quê.

Caso a moto esteja com rendimento abaixo do esperado e haja suspeita de problema no motor devemos realizar o teste de compressão.

Para o teste de compressão ser preciso, é preciso que as instruções sejam seguidas rigorosamente.

1- Nas motos com descompressor mecânico, deve-se ter certeza que está bem regulado.
2- Nas motos com descompressor automático, o descompressor deve ser desativado antes.
3- Nas motos de mais de um cilindro, tirar todas as velas para o motor poder rodar mais livre.

4- Para as motos com partida elétrica, a bateria deve estar em bom estado.
5- O motor deve estar aquecido à temperatura normal de funcionamento.
6- As válvulas (4T) devem estar bem reguladas.

7- Desligue o motor, remova a vela de ignição e instale o medidor de compressão.
8- Abra completamente o acelerador. Bata o click ou acione a partida elétrica até que a leitura do manômetro estabilize.

Compressão baixa.
Compressão muito alta.
Verifique a bateria e perdas de compressão pela conexão do medidor.
Acúmulo de carvão no cabeçote e no piston.
Coloque uma pequena quantidade de óleo de motor pelo orifício da vela e repita o teste.
A compressão continua baixa.
A compressão aumentou.

Verifique as válvulas/assentos/descompressor. (4T)
Cabeçote/junta
Palheta danificada. (2T)
Retentor do virabrequim vazando. (2T)
Junta do cárter ou base do cilindro. (2T)

Cilindro/pistão/anel gastos ou quebrados.
Anel preso.

 

Valores de compressão.
Moto
kgf/cm²
psi
GasGas
GasGas 450FSE *
10
142
Honda
XLS 125
11,5 a 14,5
163,6 a 206
XLR 125
13,5
192
NX 150
9 a 13
128 a 185
XR250 Tornado
11,5
163,6
XL250R
14
199
XLX250R
12 a 16
171 a 228
XLX350
13 a 15
185 a 213
XR 400
7 a 10
100 a 142
NX-4 Falcon
8,3
118

Kawasaki *

KDX220
9,6
136
KDX200
9,6
136
KX250F
13
188
KX65
11
157
KX85
12
171
KX100
12
171
KX125
13
185
KX250
12
171
KX500
10,5
149
Yamaha
XTZ125
10,4 a 12
147 a 171
XT225
9,6 a 12
128 a 171
XT600E
9,6 a 12
128 a 171

* Valores para motores não tropicalizados. No Brasil pode ter sofrido modificações para suportar nossa gasolina :(

Se não tiver o valor no manual: Taxa compressão x 14,7 = +/- pressão motor em psi.
Compressão mínima para um motor ter um bom rendimento: 100psi

Fatores de conversão: 1atm = 1kg/cm² = 1bar = 14,7psi

 

Construindo um medidor.

 

Lista de material:

1 manômetro 300 libras.
1 metro de mangueira para ar comprimido de 1/4"
2 abraçadeiras 8mm.
1 anel "O"ring 3,5x9,5mm.
1 anel "O"ring 3,5x11,5mm.
1 anel "O"ring 3,5x13,5mm.
2 válvulas de pneu de moto cortadas conforme esta foto.

Para fazer as peças, imprima o desenho e leve para o torneiro fazer. Procure um torneiro em casas onde trabalham com conexões para ar comprimido e mangueiras de alta pressão que o preço costuma ser melhor.

 

Desenho das peças.
.

Desenho da montagem,

A válvula de pneu que funciona como válvula de retenção precisa de ser adaptada...

Primeiro desmontamos a válvula.

Depois cortamos a cabeçinha da válvula.

Agora é só puxar com alicate para relaxar a mola.

A válvula deve permitir que o ar passe facilmente em um sentido e não passe no sentido contrário. Use a sua boca para testar. Se não deu, é por que a mola da sua válvula é boa. Use uma pecinha interna de bicicleta que ela relaxa mais facilmente.

Desenho das peças.

Fotos da montagem 1 e 2

Desenho da montagem.

 

Saiba mais: Leakdown test.


 

Home

Mecânica

www.endurohp.eng.br