Óleo 2T

Tabela de óleo 2T
Imprimir a tabela

 

Mas e que quantidade eu misturo na minha moto?

Não existe uma quantidade de óleo certa para todas as situações possíveis de se encontrar em um dia de trilha. Por isso algumas motos tem uma bomba automática que dosa a quantidade de óleo de acordo com a abertura do acelerador e a rotação do motor. Para uma mistura fixa, algumas vezes vai sobrar óleo, vai soltar muita fumaça e pingar uma borra preta da ponteira e outras vezes pode faltar um pouco de óleo e a ponteira fica seca de mais. As motos refrigeradas a ar possuem uma mistura em torno de 4% e as refrigeradas a água em torno de 2 a 3%.

Fatores que afetam a quantidade de óleo necessária ao motor.

Rotação a que o motor é submetido. (tipo de circuito)
Abertura do acelerador. (carga a que o motor é submetido)
Tipo de óleo.
Temperatura ambiente, umidade e altitude.
Temperatura do motor.
Carburação mais rica ou mais pobre.
Tipo de motor e seu estado de uso.
Gosto do piloto já que alguns preferem o motor mais "limpo" para responder mais rápido.

Como é feito o teste de teor de álcool ("teste da proveta") na gasolina?

O teste de teor de álcool presente na gasolina, conforme disposto na Portaria ANP n.º 248, de 31 de outubro de 2000 é feito com solução aquosa de cloreto de sódio (NaCl, sal de cozinha) na concentração de 10% p/v, isto é, 5g de sal para cada 50ml de água:

- em uma proveta de vidro de 100ml, colocar 50ml da amostra de gasolina na proveta previamente limpa;
- adicionar a solução de cloreto de sódio até completar o volume de 100ml;
- misturar as camadas de água e amostra, evitando agitação enérgica;
- deixar em repouso por 15 minutos, a fim de permitir a separação completa das duas camadas;
- a gasolina, de tom amarelado, ficará na parte de cima do frasco e a água e o álcool, de tom transparente, na parte inferior. A mistura transparente, na qual se encontra o álcool e a água, deve atingir no máximo 63ml dentro do medidor.

Fonte: ANP

Tabela de equivalência de óleos de diversas marcas.

Informações sobre segurança.

Óleo pode causar cancer de pele se deixado em contato com a pele por longos períodos. Lave sua mão com água e sabão após manusear óleo.

   Gasolina é extremamente inflamável e precisa ser manuseada com cuidado. É possível uma explosão dos vapores. Trabalhe em uma área ventilada e sempre tenha um extintor de incêndio perto de onde estiver trabalhando com materiais inflamáveis. Você nunca deve usar roupas molhadas com gasolina. Gasolina causa câncer e deve-se evitar contato com a pele e inalação de vapores para prevenir contaminação.

Observação importante sobre o Meio Ambiente:

De acordo com a Legislação Ambiental vigente, todos os usuários de lubrificantes que gerem óleos usados ou contaminados, deverão armazená-los e mantê-los acessíveis a coleta, em recipientes próprios e resistentes a vazamentos. Estes óleos deverão ser coletados por empresas autorizadas pela ANP, com fim específico de re-refino. (Resolução Nº 009 do CONAMA de 31/08/1993 Portaria ANP Nº 125 de 30/07/1999)

Para solicitar a coleta de óleo entre em contato com uma destas empresas:

Proluminas: 0800 35262
Lwart: 0800 70 100 88
ANP 0800 9700267

Ou retorne o óleo usado para o posto de combustível mais próximo.

Saiba mais: Enduro Magazine


 

Home

Mecânica

www.endurohp.eng.br